Projeto Horta Solaris - confira imagens da Horta Solaris

"Se planejarmos para um ano, devemos plantar cereais. Se planejarmos para décadas, devemos plantar árvores. Se planejarmos para toda a vida, devemos educar as pessoas" Kwantzu, China, século III a.C.

Alimentação orgânica, sem agroquímicos, é prato saudável e fonte de vida - As hortas nos quintais deveriam receber incentivos para que mais pessoas pudessem plantar hortaliças e raízes, visando diminuir os custos e favorecer a qualidade da alimentação, principalmente de jovens e crianças, hoje, com menor expectativa de vida por causa da baixa qualidade alimentar.

Colocação do sombrite

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
04/09/18 – A colocação do sombrite começou neste início de setembro e deverá ser finalizada em mais um dia de atividade, logo depois do feriado da Independêmcia do Brasil, comemorado no dia 07. 

Horta Solaris quase pronta

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
O coordenador da ONG Verde, Elossandro Coelho, juntamente com o representante do parceiro Instituto Terra Brasilis, Wellington Viana (o Tom), e Janô Andrade contribuíram nas atividades. 

Tanque na Horta Solaris

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
28/08/18 – Além do Janô, nesta semana Gaspar Tomé e Ronio Alves também contribuiram com a construção da estrutura da Horta Solaris ajudando na colocação do tanque para lavar as verduras. 

Parreira para maracujá e chuchu

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Uma parreira para receber chuchu e maracujá também foi erguida sendo que, tanto os mourões, quanto a cerca foram reutilizados, assim como o tanque que estava encostado num canto da escola.

Compostagem para gerar adubo

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Na imagem, a Poliana reaproveitando restos orgânicos da cozinha da escola que vão se transformar em adubo.

Mudas de maracujá plantadas

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
A professora Ivanir doou mudas de maracuja que foram prontamente plantadas junto a um dos mourões.

Colocação da cerca e ...

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Agosto/18 – Para implementar a Horta Solaris na comunidade, a ONG Verde acredita que somente com a participação de todos nas ações do projeto será possível garantir melhorias na qualidade de vida das crianças da escola e dos moradores de São Sebastião dos Cabrestos.

Sabemos que “convencer” as pessoas a participar não é uma tarefa fácil, principalmente quando a tradição de delegar às outras pessoas o poder para decidir e fazer ainda é muito forte no Brasil.

... do arame para o sombrite

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Mas, a ONG Verde está disposta a continuar enfrentando os desafios, buscar soluções e insistir na participação social como o motor da transformação social e, junto com a comunidade, promover mudanças nos maus hábitos que em nada ajudam e não servem de exemplo para as nossas crianças.

Acreditamos que um país mais justo nas oportunidades, na distribuição da renda e criativo na convivência da diversidade cultural surge a partir das lutas e conquistas do povo e, exatamente por isso, é preciso cuidar das nossas crianças, pois é na escola que encontramos as condições ideais para construir um futuro melhor para o nosso país.

Emanuelly participa do mutirão

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Convidamos a comunidade e a todos que lutam por uma vida melhor para si e para a sua família a acreditar no poder das ações coletivas e a se juntar às ações promovidas pela escola e pela ONG Verde para melhorar a qualidade de vida em São Sebastião dos Cabrestos.

Os integrantes da ONG Verde e amigos continuam com os trabalhos para implantar a Horta Solaris na comunidade e, neste sábado, 18/08, foi realizado mais um mutirão que contou com a participação da família Andrade (Josimar, a esposa Priscila e a filhinha Emanuelly - imagem).

Hora de reposição calórica

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Integrantes da ONG Verde (Céu, Elossandro, Yuri e Vicente) participaram do mutirão, além da diretora da escola, Márcia Andrade, e da professora do 5º ano, Viviane Costa, que cuidaram do almoço.

O destaque de participação nesse mutirão é para o incansável Janô Andrade, voluntário permanente da escola e que, mais uma vez, contribuiu para o trabalho na preparação, tanto da horta, quanto na instalação dos equipamentos e acessórios solares.

Placas solares instaladas

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
A partir de agora a escola já tem energia solar suficiente para acender e apagar luzes externas automaticamente (ao anoitecer e ao amanhecer), no espaço da horta, além de poder recarregar celulares e manter câmeras de segurança e internet 24 horas sem depender da CEMIG, ou seja, sem precisar pagar por essa conta de eletricidade.

Amigos da Escola

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
O cercamento do espaço foi realizado e, no próximo mutirão, contando com a participação de mais amigos dos “Cabrestos”, encerraremos a parte estrutural da horta.

Por enquanto, com poucos recursos e distantes ainda da participação ideal, a luta continua com muito trabalho pela frente e sonhos para realizar.

Caixa com controlador e acessórios

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos

Internet 24h com energia solar

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos

Yuri, voluntário da ONG Verde

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos

Horta Solaris quase pronta

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos

Voluntários assentam blocos

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Junho/18 – Ex-alunos da Escola Maria do Carmo Picardi retornaram ao local no qual estudaram para atividades do Projeto Horta Solaris, neste sábado, 30 de junho

Reinaldo de Castro Souza, Ronan de Castro e o vereador Altair Elias se apresentaram para “colocar a mão na massa”, literalmente, e participar das atividades para assentar os blocos ao redor da área de sombrite da Horta Solaris e preparar os locais para passagem do canos de água e da fiação elétrica solar.

Piau participa das atividades

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Os voluntários foram recepcionados com café e pão fresco trazidos de Piumhi pelo também voluntário, Janô Andrade, que ficou, mais uma vez, encarregado de pintar outras carteiras e bancos usados na escola.
 
Por volta da 10h00, quem entrou em cena foi o Sr. João Agnelo de Oliveira, conhecido na comunidade dos Cabrestos como Piau, que usou uma moto-serra para cortar algumas toras de eucalipto para uso nas obras da Horta Solaris. Piau doou para a escola o tempo e o combustível gasto nas atividades.

Vice-prefeita prestigia atividades

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
O almoço, outra vez, ficou a cargo da diretora da escola, Márcia Isabel e da voluntária, Eva Oliveira, que ressaltou o prazer de servir a causa tão nobre para as crianças e a comunidade dos Cabrestos.

As atividades começaram às 07h30 e foram até às 14h00. A vice-prefeita de Vargem Bonita, Alea Faria, também esteve presente para acompanhar as obras e agradecer pessoalmente a todos os envolvidos.

Mutirão para energias limpas

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
O próximo mutirão será em 18 de agosto para colocar a cerca, o sombrite, o tanque para lavar hortaliças e deverá culminar com oficina de energias limpas para instalação das placas solares, bateria, controlador de carga e demais acessórios para funcionar a Horta Solaris.

A escola e a ONG Verde esperam contar com mais voluntários e pessoas da comunidade para aprender um pouco sobre produção, armazenamento e uso de energias limpas, renováveis e infinitas.

Material da horta chegou cedo

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Junho/18 - As atividades do Projeto Horta Solaris continuaram neste sábado, 16, com presença de representante do parceiro Instituto Terra Brasilis, Wellington Viana (o Tom), e de vários voluntários da comunidade dos Cabrestos.

Postes de eucalipto exigiram força

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Reinaldo de Castro Souza comandou as atividades, juntamente com seu irmão, Ronan de Castro, acompanhados de Arirton Faria, Rone Kleber, Gualter Júnior e Janô Andrade que ficou responsável pela pintura de algumas carteiras escolares, já desgastadas pelo tempo de uso.

Almoço reforçado repõe energias

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
Os voluntários foram recebidos com café, torradas e bolos preparados pela Eva Oliveira, gentilmente enviados pela vice-prefeita de Vargem Bonita, Alea Faria.

As atividades começaram às 08h00 e foram até às 15h00, com intervalo para almoço acompanhado de suco natural de abacaxi, tudo feito pela diretora da escola, Márcia Isabel, e pela secretária, Ivanir Elias.
A previsão para o próximo mutirão será daqui a aproximadamente 15 dias, com a colocação da cerca, do sombrite e oficina para a instalação e funcionamento das placas solares e acessórios.

Seis homens para erguer os postes

Atividades na Horta Solaris na Escola de São Sebastião dos Cabrestos
A equipe da ONG Verde continua desenvolvendo o projeto pedagógico para incluir no currículo escolar a educação alimentar e nutricional, conforme a Lei 13.666/2018.

A ONG Verde agradece a participação de todos os voluntários, patrocinadores e envolvidos nesse projeto construído para beneficiar as crianças da escola de Cabrestos, a comunidade e ajudar a transformar o Brasil em um país melhor para todos, com alimentação orgânica e energias limpas e renováveis.

Postes foram entregues em maio

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Maio/18 - Os postes de eucalipto tratados foram entregues na escola na sexta, 18 de maio. A cerca e o sombrite também já foram adquiridos, assim como as placas solares, bateria, controladores de carga e outros acessórios para instalação do Totem Solaris.

Projeto solar básico

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
As placas solares e os demais acessórios estão em Belo Horizonte e seguem para a escola dos Cabrestos neste final de maio. Um mutirão vai ser marcado com pais de alunos e voluntários para iniciar os trabalhos neste junho.

Reaproveitar restos orgânicos

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
O trabalho para implantar a Horta Solaris continua: neste início de semana (16/04), funcionários encarregados da preparação de alimentos (Poliana e Rose), juntamente com a diretora da escola, Márcia, e alguns alunos de várias turmas, debateram informações básicas para iniciar a reutilização de orgânicos gerados na escola.

Compostagem exclusiva de vegetais

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Compostagem da Horta Solaris já começou a dar destino a restos orgânicos da escola, exclusivamente vegetais. Nada de restos animais ou de alimentos temperados.

Layout da horta dentro do sombrite; água do tanque vai para compostagem

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Abril/18 - O local destinado à Horta Solaris na escola municipal dos Cabrestos, tanto a área interna do sombrite, quanto a área externa que será ocupada por hortaliças resistentes ao sol, panc e jardins teve a terra revolvida e arada, conforme agenda.
 
Importante ressaltar que boa parte dos equipamentos e acessórios para implantação do projeto já foram conseguidos com patrocinadores que serão divulgados em breve.
 
Dentre esses materiais estão as placas solares, fios, cabos e bateria estacionária; controlador de carga, fotocélula e medidores; sombrite, postes de eucalipto, areia, brita, cimento, blocos etc..

Compostagem iniciada neste abril

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Compostagem da Horta Solaris já começou a dar destino a restos orgânicos da escola, exclusivamente de vegetais. Nada de restos animais ou de alimentos temperados.

Canteiros de formatos geométricos

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Canteiros com 8m40cm X 1m40cm; pelo menos dois deles serão repartidos para turminhas do pré. Espaço entre os canteiros e na entrada permite acessibilidade.

Terra foi revolvida e arada

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Abril/18 - O local destinado à Horta Solaris na escola municipal dos Cabrestos, tanto a área interna do sombrite, quanto a área externa que será ocupada por hortaliças resistentes ao sol, panc e jardins teve a terra revolvida e arada, conforme agenda.
 
Importante ressaltar que boa parte dos equipamentos e acessórios para implantação do projeto já foram conseguidos com patrocinadores que serão divulgados em breve.
 
Dentre esses materiais estão as placas solares, fios, cabos e bateria estacionária; controlador de carga, fotocélula e medidores; sombrite, postes de eucalipto, areia, brita, cimento, blocos etc..

Produção orgânica e prática pedagógica

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Marçol/18 - ONG Verde e Prefeitura de Vargem Bonita buscam patrocínios, apoio e voluntários para o projeto Horta Solaris em escola da comunidade de São Sebastião dos Cabrestos.

A ONG Verde participou de reunião com professores e pais de alunos da Escola Municipal Maria do Carmo Picardi, localizada na comunidade de São Sebastião dos Cabrestos, onde está sendo implantado o projeto Horta Solaris.

O projeto prioriza o plantio de hortaliças orgânicas, sem o uso de agrotóxicos, visando a educação ambiental, o fortalecimento das práticas sustentáveis e a segurança alimentar dos alunos da escola.

Caso haja excedente na produção, a escola poderá vender para a comunidade, restaurantes e turistas verduras frescas e orgânicas, contribuindo para o reforço financeiro da caixinha escolar.

Voluntários tiveram bastante trabalho

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
A horta na escola é uma ferramenta eficaz para contribuir com o processo de formação das crianças e da comunidade do seu entorno, incorporando a alimentação nutritiva e ambientalmente sustentável à prática pedagógica, utilizando a energia solar. 

Diferencial da Horta Solaris

O projeto Horta Solaris utiliza a energia solar para a iluminar a horta, placa publicitária e parte da área da escola; para bombear água para irrigação, recarregar celulares e tablets. 

Com essas medidas, o projeto não aumenta os gastos da escola com energia elétrica. Ao contrário, proporciona economia significativa na conta de luz.

Comunidade atenta aos projetos

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Outro diferencial do projeto está no desenvolvimento de conhecimentos interdisciplinares, relacionando a horta com português, matemática, geografia, biologia, história e idiomas e, de forma transversal, promover em todas as suas ações o cuidado e a preservação do meio ambiente, estendendo à comunidade propostas para realizar a coleta seletiva e implantar os 10 R’s.
 
A reunião ocorreu em março com representantes da ONG Verde, da diretora da escola, Márcia Andrade, e da vice-prefeita de Vargem Bonita, Alea Picardi. Além de outros assuntos sobre a estruturação da escola, representantes da comunidade conheceram mais detalhes do projeto Horta Solaris e de outras ações do planejamento estratégico para inserir os Cabrestos na rota do turismo na região da Serra da Canastra.

Cabrestos na rota do turismo

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Hoje, os turistas que visitam as nascentes do Rio São Francisco, no Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas e Vargem Bonita, passam pela comunidade sem sequer saber o nome correto da localidade e o potencial que o lugar oferece para se conectar ao turismo regional.
 
Atualmente, em São Sebastião dos Cabrestos está implantada a primeira Casa 12Volts do Brasil, aberta para visita pública e gratuita. 

A Casa 12Volts é totalmente offgrid (sem depender da CEMIG) e sem conversão para 110/220 volts CA (corrente alternada): funciona exclusivamente em corrente contínua (CC) proveniente de baterias. Clique aqui e leia mais!

Próximos passos para implantação

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Após a limpeza e retirada do entulho do terreno da escola realizada por voluntários, serão efetuadas as demarcações da horta e das áreas de jardim. 

Os canteiros serão construídos com garrafas PET e, para isso, os alunos da escola, divididos em turmas, receberam metas de recolhimento desse material junto à comunidade e, se preciso for, poderá ser ampliado o raio da coleta.

Enquanto isso, a ONG e a vice-prefeita seguem na busca por mais patrocínios para a implantação total do projeto Horta Solaris.

Parceria ONG Verde e Instituto Terra Brasilis

Para implantar a Horta Solaris na comunidade de São Sebastião dos Cabrestos, a ONG Verde conta com uma parceria importante: o Instituto Terra Brasilis, que se envolveu no projeto com a proposta de atuar em diversas frentes de ações. 

Para a ONG Verde e a comunidade esta parceria ajudará muito no crescimento e na consolidação do projeto como mais uma ferramenta para a implantação de práticas e hábitos sustentáveis. 

Mais hortas e menos hospitais

Horta Solaris em São Sebastião dos Cabrestos
Janeiro/18 - É fato que não existe educação sincera e adequada sobre a alimentação e a saúde nas escolas brasileiras.

Existem, e em abundância, estímulos e crenças divulgados pelas mídias sobre dietas para o controle do peso e a "perfeição" das formas do corpo.

Acreditamos que o conhecimento sobre o plantio e as finalidades do alimento podem transformar a sociedade, com adoção de métodos preventivos em relação aos cuidados com a saúde, evitar doenças e a desnutrição de milhares de crianças.

A prevenção deve ser a diretriz norteadora das ações locais e dos governos, e a meta, por consequência, deverá ser mais investimento em hortas que em hospitais.

O alimento é essencial para nos manter vivos e saudáveis. Assim, é necessário investir na mudança de hábitos alimentares para que, no futuro, as pessoas sejam mais conscientes e saudáveis. Por isso, convidamos você a participar do Projeto Horta Solaris como voluntário ou doador.


O Projeto Horta Solaris em Cabrestos

Horta Solaris Itabirito
O Projeto Horta Solaris é uma proposta para estimular novos hábitos e práticas sustentáveis no plantio e consumo de alimentos orgânicos, principalmente, nas escolas públicas.

A característica básica do projeto é a utilização da energia solar nos processos de manutenção da horta – irrigação e iluminação.

O processo da produção até a colheita envolve a participação da escola e da comunidade, considerando a troca de experiências e a adequação às necessidades dos grupos que participam das atividades da horta.

Nesse projeto, a comunidade e a escola buscam a diversidade e a qualidade de vida com segurança alimentar para as crianças e as famílias. 


Atuação do Projeto

Na escola: integrado aos conteúdos educativos – ciências, matemática, português, história etc.

Na comunidade: plantio de hortas nos quintais e coletivas – conhecimentos tradicionais e geração de renda.


Compostagem

O Projeto Horta Solaris realiza diversas experiências com adubos provenientes de compostagem vegetal (restos de frutas, folhas, legumes, hortaliças e capim) e de esterco animal. Escolas da região são convidadas a participar do monitoramento e da avaliação desses processos e dos resultados alcançados.


Política Nacional de Educação Ambiental

O Projeto Horta Solaris está integrado à Política Nacional de Educação Ambiental, conforme a Lei nº 9.795/1999, e, por isso, é uma ferramenta importante para a educação e a formação de hábitos sustentáveis.


Diferencial do Projeto

A “Horta Solaris” utiliza equipamentos para bombear água, irrigar e iluminar o ambiente da horta com energia solar, promovendo a tarifa zero na conta de luz e contribuir com a redução do valor da conta de água pela captação de água das chuvas.


Conhecimentos e Troca de Experiências

As atividades do projeto proporcionam às crianças e à comunidade conhecer sobre:

 alimentação orgânica e sem agrotóxicos;
 controle biológico de pragas e doenças nas hortaliças;
 manejo e uso de vários tipos de compostagem;
 aspectos históricos, geográficos e biológicos dos alimentos;
 equipamentos e acessórios para gerar energias limpas e renováveis.


Os Eixos Estruturantes do Projeto

 a troca de saberes sobre uso das plantas para a saúde;
 educação alimentar, diversidade, nutrição e segurança alimentar na escola e na comunidade;
 a troca de conhecimentos e de experiências com outros projetos e entidades.

Experiência

O Projeto Horta Solaris acompanha a trajetória de existência da ONG Verde, fundada em 2010, em Itabirito/MG, hoje com sede em São Sebastião dos Cabrestos, na Serra da Canastra, e subsede na Serra da Moeda 

 plantio totalmente orgânico;
 uso de energias limpas e renováveis;
 bombeamento de água com energias alternativas;
 iluminação dos ambientes com lâmpadas de LED;
 captação de água da chuva;
 parceria com escolas da região.

Participe também do “Horta nos Quintais

“Horta nos Quintais” vai além do projeto Horta Solaris na região da Serra da Canastra.

Sonhamos em ver o Brasil ocupado com hortas orgânicas para atender a diversidade de culturas e a agricultura familiar.

Por isso, convidamos você a fazer uma horta no seu quintal, na sua escola ou no seu bairro. Caso você não tenha quintal ou não consiga se engajar com outras pessoas em hortas coletivas, não tem problema!

Faça uma horta vertical ou plante ervas para temperos em pequenos potes e coloque na sua janela. O importante é você se mexer e fazer algo para melhorar a qualidade da sua alimentação, plantando ou incentivando outras pessoas a fazer.

Envie fotos dos seus projetos, ideias, comentários ou o relato de experiências no plantio. Vambora plantar?

Faça contato pelos Formulários, email verde@hortasolaris.com.br ou ligue no telefone (31) 97118-7041 (Céu).

Horta Solaris - niciativa: ONG Verde - Apoio: Sala Verde/MMA; Vital Net; BHZ Contábil; Terra BRASILIS
Horta Solaris - niciativa: ONG Verde - Apoio: Sala Verde/MMA; Vital Net; BHZ Contábil; Terra BRASILIS